Câmara cassa mandato de vereador por ‘rachadinha’

Durante uma sessão de reunião de Câmara de Vereadores os trinta e sete vereadores votaram ontem pela cassação do mandato do vereador Cláudio Duarte (PSL), de Belo Horizonte, por quebra de decoro parlamentar. Eram 39 os vereadores em plenário, incluindo a presidente da Câmara, Nely Aquino (PRTB), e Cláudio Duarte, que não votaram. Os vereadores Flávio dos Santos (Podemos) e Wagner Preto (DEM) não compareceram.

A reunião, que definiu pela primeira vez na história da Câmara de Belo Horizonte pelo afastamento definitivo de um vereador, foi movimentada e teve início com a leitura do relatório de Mateus Simões (Novo), que apontava pela cassação de Cláudio Duarte.

No documento, que foi aprovado por unanimidade pela comissão processante na terça-feira (30), Mateus Simões orienta “pela procedência parcial da denúncia, (…) considerando ter o denunciado incorrido em infrações político-administrativas caracterizadoras de quebra de decoro parlamentar, pela prática de ‘rachadinha’, consistente na exigência de repasse de parte da remuneração de assessores, bem como pela apresentação de versões contraditórias em depoimentos prestados perante diferentes autoridades públicas, evidenciando a inveracidade de uma delas e, por fim, pela própria prisão”.

Fonte: Diário de Itabira