60 mortos e 292 desaparecidos em Brumadinho

Rede Social/divulgação

Em nota o Corpo de Bombeiros informou no final da manhã desta segunda-feira (28), que os números atualizados davam conta de 60 pessoas mortas e 292 desaparecidas em decorrente da tragédia da Barragem em Brumadinho (MG).

Desde a ultima sexta-feira (25) quando a barragem de rejeitos de mineração da Vale se rompeu as equipes do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Policia Militar e Polícia Civil, bem como vários helicópteros, vem realizando as buscas por sobreviventes e retirando as dezenas de corpos em meio à lama.

Até o momento, 292 pessoas seguem desaparecidas e 192 foram resgatadas com vida. Dois ônibus foram encontrados com corpos, sendo um ônibus no sábado (26), com cerca de dez corpos em seu interior, e no domingo outro ônibus com vários outros corpos, que se somaram ao total de 58 vítimas fatais até o momento.

O coordenador da Defesa Civil de Minas, tenente-coronel Flávio Godinho, explicou que o número de desaparecidos aumentou, pois mais nomes foram incluídos na lista em relação a que foi divulgada pela manhã.

De acordo com o tenente Pedro Aihara, porta-voz dos bombeiros, as equipes elencaram 14 áreas prioritárias de busca, entre elas locais onde estão soterrados uma locomotiva, uma pousada, ônibus e o refeitório da mineradora Vale, onde a maioria dos funcionários estavam na hora do rompimento da barragem.

Os bombeiros trabalham com a possibilidade de encontrar sobreviventes. Mas o porta-voz admite que alguns corpos poderão não ser localizados.

Neste domingo por certo momento as equipes interromperam as buscas, após um alerta de que uma segunda barragem, neste caso de água, corria risco de rompimento por causa do aumento do nível. As sirenes foram acionadas de madrugada pela Vale e moradores orientados a deixar suas casas. No meio da tarde, a Defesa Civil descartou o risco e os bombeiros retomaram as buscas.

Com informações Agência Brasil

Nota da Vale

Baixa o nível de criticidade da Barragem VI e buscas são retomadas

A Vale confirma que a Defesa Civil baixou o nível de criticidade da Barragem VI de 2 para 1. Com isso, as pessoas que haviam deixado as suas casas já foram autorizadas a retornar e a Defesa Civil já pôde retomar as buscas por desaparecidos na região.

O apoio às vítimas e seus familiares continua sendo a prioridade da Vale e novas informações serão divulgadas a qualquer momento.

Nota da Vale postada em seu portal em 27/01/2019 as 15h26

Em tempo – Até o fim da manhã desta segunda os números são de 60 mortos, com 19 já reconhecidos, e 292 pessoas seguem desaparecidas, 192 resgatadas, e um total de 135 pessoas seguem desabrigados.

Matérias relacionadas 

Ronaldo vai cobrar da Vale diagnostico das Barragens em Itabira

Brumadinho: Sirenes são acionadas durante a madrugada

Sindicato dos Vigilantes cobra da Vale e autoridades urgência em Brumadinho

Brumadinho ainda tem 299 pessoas desaparecidas 

Rompimento de barragem em Brumadinho aumenta alerta em Itabira

Nota do Metabase sobre rompimento de barragem em Brumadinho

Justiça bloqueia R$ 1 bilhão da Vale

Rompimento de barragem em Brumadinho